quarta-feira, 23 de julho de 2008

OS "CORONÉIS BARBONOS", OS "40 DA EVARISTO" E O "ESTADO PARALELO".

.
Transcrevo artigo do Blog do Cel Paúl, www.celprpaul.blogspot.com, que acredito ser uma ótima leitura para que entendamos melhor,os últimos acontecimentos.
.
Quarta-feira, 23 de Julho de 2008

.

OS "CORONÉIS BARBONOS",
.
OS "40 DA EVARISTO"
.
E O "ESTADO PARALELO"


.
.
O estudioso de primeira hora do tema criminalidade logo descobre que o crime organizado para prosperar busca cooptar no primeiro momento os policiais – os fiscais das ruas - permitindo que o crime se instale e se multiplique pelas esquinas, seja ele qual for e no segundo momento tem por objetivo cooptar os políticos, construindo uma estrutura denominada “estado paralelo”, que infiltra os seus tentáculos no “estado formal” – na Polícia e na Política - construindo uma rede destruidora de influência criminosa.
A mídia nacional tem noticiado exaustivamente nos últimos anos, que o crime já tem alcançado o seu segundo objetivo em muitos estados brasileiros e o Rio de Janeiro é um destes estados afetados por esta virulência.
A gravidade da situação – a expansão do “estado paralelo” – põe em risco o estado democrático de direito, por exemplo, quando a própria campanha eleitoral é posta em descrédito, diante da impossibilidade de candidatos buscarem votos nos denominados “currais eleitorais”, conforme o noticiado pela mídia.
Candidatos escoltados representam em apertada síntese que naquele espaço geográfico o estado formal não detém os monopólios exclusivos do uso da força, da tributação e da justiça.
Partindo deste pressuposto, o próprio processo eleitoral como um todo fica comprometido e o cidadão perde a sua representatividade na escolha dos ocupantes dos cargos políticos.
Se o processo eleitoral não é livre, universalmente democrático, ele não é um instrumento da democracia, portanto, diante da impossibilidade de exercer o direito da livre de escolha dos seus representantes, o povo fluminense fica apartado da democracia e os eleitos acabam por não representarem a vontade popular.
.
Isso não é democracia!
.
E qual a relação entre esta nefasta realidade e a mobilização cívica realizada pelos Policiais Militares e pelos Bombeiros Militares, integrantes dos grupos dos “Coronéis Barbonos” e dos “40 da Evaristos”?
A resposta é simples para quem é Policial Militar ou Bombeiro Militar, ou seja, a relação é direta.
Os militares estaduais que no ano de 2007 encaminharam documentos formais ao governo do Estado do Rio de Janeiro e que foram as ruas, ordeira e pacificamente, nos anos de 2007 e 2008, para conscientizar à sociedade fluminense sobre a gravidade da situação vivenciada pelas suas instituições, estavam exteriorizando um grito de alerta, mais do que isso, um grito de socorro.
Não foram ouvidos.
O Comando Geral da Polícia Militar foi exonerado.
Os Coronéis e os Tenentes-Coronéis que participaram da mobilização foram exonerados, perderam gratificações e foram condenados ao ostracismo.
Legislações estaduais foram modificadas para prejudicar os Coronéis, condenados subsidiariamente a uma aposentadoria compulsória aos 50 anos de idade, isto com a aprovação da Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro.
Oficiais mobilizados foram transferidos das unidades.
E se você, caro leitor, acha que não existe relação entre os dois fatos, responda a seguinte pergunta:

.

Será que os “Coronéis Barbonos”, os “40 da Evaristos” e os Oficiais e Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros que os apoiaram faziam parte dos cooptados pelo “estado paralelo”?

.
Obviamente, não!


Eles eram e alguns ainda são, a resistência!
.
.
AMIGOS:
VAMOS REFLETIR !!!!
.
.
Um abraço,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS

3 comentários:

Danillo Ferreira disse...

Certamente, o Coronel Paúl é um dos responsáveis pela nova postura que o policial tem na sociedade... Muito boa referência.

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Sr.Danillo Ferreira:

Fico feliz em saber que o Sr. concorda comigo. Também acho que os bons Policiais tem no Cel Paúl uma ótima referência.
Muito obrigado pela visita em meu Blog!

Um abraço,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS

Espaço Mensaleiro disse...

Querida,

um beijão!

Eliana