sexta-feira, 4 de julho de 2008

"OPERAÇÃO" vs "MÃE E CIDADÃ"

.


Existem algumas coisas na vida que temos consciência que não devemos fazer, mas o nosso lado afoito não liga e diz: - Vai lá!
Pois é... E eu fui!
.
Falo de uma simples entrada em um Batalhão da PMERJ do Rio de Janeiro, para entregar um documento ao meu filho. Estava de passagem pela Cidade e só o veria novamente na outra semana.
.
Ao chegar achei o Quartel vazio... O Militar que estava na Guarda nos avisou que não sabia se meu filho se encontrava no local, uma vez que o Batalhão encontrava-se em “Operação”.
.
CARACA! OPERAÇÃO! O QUE FUI FAZER LÁ?!?!?!
.
Trocando em miúdos: haviam saído muitos Militares para mais uma “Batalha de Policiais Despreparados”,
contra “Meninos que não Tiveram Oportunidades na Vida”.
Lógico que isto na visão dos Políticos “Sem Noção”,
e de grande maioria dos Sociólogos e Antropólogos.
É claro, que neste Balaio de Gatos estão as
ONG’s do tipo “Viva Vagabundo”
.
.
Sim! Fiquei no pátio do Quartel com aquela cara de mãe disfarçando o nervosismo!
..
No tempo em que estive recostada em meu carro, pude perceber que a tal “Operação” estava em seu término: começaram a chegar os carros com os Policiais Militares.
.
Querem saber? É triste... AVILTANTE!
.
Conforme os carros chegavam e os Policiais desembarcavam, via-se no semblante desses homens o cansaço, o stress, o riso nervoso, o “Graças à Deus” e os vários: - “Foi f..a, irmão!”.
.
Fiquei observando nessa hora, com o olhar de cidadã que tem muitas das vezes seus direitos preservados por esses homens, o quanto deve ser difícil sobreviver ao combate e ao mesmo tempo ter que colocar um sorriso no semblante, uma vez que a Sociedade não consegue entender o quanto é tênue a linha que divide o encontro com a morte e o atendimento ao cidadão, que quer do PM atitudes do tipo “gentleman”. Aff!
.
Voltando ao pátio do Quartel...
.
Não haviam passado cinco minutos do desembarque, começou o barulho de um intenso tiroteio, com todos os tipos de sons, que vão do: pá pum, passando pelo tráaaaa, e naturalmente alternando uns BUM!!!! BUM!!!!, ensurdecedores!
.
Valha-me Deus! Aqueles homens que haviam desembarcado a menos de cinco minutos entraram todos se acotovelando nas viaturas, saindo em disparada do quartel!
.
Fico me perguntando? – O que passa na cabeça do Policial numa hora dessa?
A quanto vai o batimento cardíaco desse Herói Social?
Naturalmente fiquei mortificada quando pude observar tudo isso!
.
HOMENS MÁQUINA ou HOMENS BOMBA????
.
No princípio deste texto, coloquei a palavra AVILTANTE... Vou explicar!
.
O que podemos fazer com trinta reais por dia?
.
Dependendo da pessoa, toma-se uma dose de Whisky, compra um livro barato, uma blusa na “Feirinha”, paga meia entrada no Teatro...
.
Pois bem: Esses homens que descrevi acima em “Operações”, a grande maioria ganha esses trinta reais por dia para pagar aluguel, manter família, comer, dar comida, pagar passagem, COMPRAR FARDA E CUTURNO (dever não cumprido pelo Estado), comprar remédios...
.
Pelo que pensa o mandatário do Governo Estadual no Rio de Janeiro que é o senhor Governador e a grande parte dos Deputados Estaduais, Secretário de Segurança, e seus muitos bajuladores do Governo deste Estado, trinta reais na mão do PM ou BM, fazem o mesmo trabalho de um elástico: esticam...
Fazem questão do Militar Estadual sem condições de sobrevivência!
Ah! Mais dia menos dia, esse elástico arrebenta!
.
SOCIEDADE FLUMINENSE!
.
AJUDE ÀQUELES QUE PROTEGEM O ESTADO.
ENQUANTO DORMIMOS, DANÇAMOS, REZAMOS, NAMORAMOS, CONTAMOS PIADAS ENTRE AMIGOS EM UMA REUNIÃO SOCIAL, E AINDA CRITICAMOS A BALA PERDIDA QUE “SEMPRE” PARTE DA POLÍCIA, ELES NOS GUARDAM!
ENFIM, ENQUANTO FAZEMOS DE TUDO UM POUCO, ESSES HOMENS QUE DESCREVO NO PRINCÍPIO DO TEXTO ESTÃO ARRISCANDO VIDA, SAÚDE E MUITAS VEZES:
.
MORRENDO
.
(QUANDO NÃO ATINGIDOS POR BALAS E GRANADAS, MORREM PELO DESCASO DAS AUTORIDADES).

.
Cabe a Sociedade do Estado do Rio de Janeiro, juntar força aos que diariamente clamam por uma PMERJ e CBMERJ melhor, para que pressionando o Poder Público, esse descalabro Salarial juntamente com as terríveis Condições de Trabalho que esses homens e mulheres suportam, possa ser objeto de solução rápida!
.
Os Militares Estaduais precisam de AUMENTO SALARIAL SUBSTANCIAL, e não de gratificações que podem entrar e sair de seu contracheque conforme o humor daqueles que detém o poder de mando na Política Estadual!
.
Meu filho?
.
Ah! Naturalmente chegou com aquele “SORRISO PRONTO PRÁ ACALMAR A MÃE”!
Preferi não saber se estava desde cedo na Operação, ou se chegou mais tarde. Nesta parte posso dizer que meu “Policial”, poupa-me de tudo!
.
O que me importava no momento é que ele e seus companheiros estavam VIVOS!
.
SEM DINHEIRO, PORÉM VIVOS!!!
.
Hummm! Vai ver que isso é o que “conforta” o Governo Estadual! AFF!!!
.
Meu respeito
.
aos
.
HERÓIS SOCIAIS !!!!

.
.
.
Um abraço,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS

4 comentários:

Espaço Mensaleiro disse...

Você sempre me emociona.
Eliana Alves

Anônimo disse...

QUEBRARAM A CARA.
"Vocês, que acharam que o governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM iriam deixar impunes a morte do menino Ramon no Muquiço e a morte do jovem evangélico e guitarrista em Senador Camará.
Vocês, que acharam que o governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM iriam deixar apenas "quatro pracinhas presos" pagarem o pato no caso da extorsão organizada no Aterro do Flamengo.
Vocês que acharam que o governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM jamais trocaria o comando do 6ºBPM pela morte de um menino de três anos e pela volta do policiamento de trânsito.
Vocês, que acharam que o governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM jamais demitiria sumariamente o comandante do 2ºBPM por trocar todos, absolutamente todos as equipes de lugar e causar um furdunço danado, fazendo com que um cabo descontrolado atacasse uma equipe de jornal aos gritos por causa de um farol aceso.
Vocês, que acharam que o governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM jamais, em tempo algum, cobrariam do comandante do 19º pelos assaltos a turistas, pelo abandono, pelas viaturas vazias usadas para enfeitar a orla, como denunciou um jornal carioca recentemente.
Vocês, que duvidaram da polícia no caso da denúncia do padre da Igreja de São Jorge em Quintino - aquele padre que, na brilhante reportagem do jornalista Francisco Édson Alves, denunciou extorsão aos comerciantes do bairro - e apostaram que nada iria ser feito em relação àquelas milícias.
Pois saibam vocês que QUEBRARAM A CARA!
Sim, o governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM mostraram que não estão para brincadeiras e atacaram todo o mal de uma vez só, com coragem, valentia e destemor!
Puniram o major Wanderby!
Agora sim, está tudo resolvido, podemos ir para casa tranqüilos.
O governo, a secretaria de segurança e o comando-geral da PM mostraram que não compactuam com tanto descaso!"
Postado por Gustavo de Almeida às 13:04
http://gustavodealmeida.blogspot.com/2008/07/quebraram-cara.html

Paulo Ricardo Paúl disse...

Cara Maria Christina:
Parabéns!
Um texto repleto de cidadania e de emoção, a emoção de uma mãe aflita pelo bem estar do filho amado.
Você tem sido uma cidadã incansável na luta pelo resgate da cidadania do PM e do BM, rezo para que o seu exemplo contagie a todos.
Paulo Ricardo paúl
Coronel de Polícia

Anônimo disse...

Senhora:

Me emocionei ao ler o que escreveu. Estava lá neste dia e vi a senhora e seu marido. Lembrei que sempre luta para todos consiguirem salário para se manter.
O Nosso Pai vai proteger sempre a senhora. Sempre tem que não gosta de quem defende Praças.
Continue defendendo todos nós.
Cb cançado de ganhar salario de fome.