sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

MORRO DONA MARTA: PACIFICAÇÃO (ATÉ QUANDO?)

Amigos:

.
Eu deveria estar extremamente feliz em saber que um Morro ou Favela do Rio de Janeiro está livre do Tráfico de Drogas e afins.

Eu deveria estar feliz em saber que a PMERJ está instalada no Morro Dona Marta e que de agora em diante: Bocas de Fumo e traficantes armados até os dentes: NUNCA MAIS !

Eu deveria estar feliz, mas esta história está parecendo filme de Hollywood: O MÁGICO DE OZ, A NOVIÇA REBELDE, ou mesmo O ÚLTIMO TANGO EM PARIS!

Não! O ULTIMO TANGO EM PARIS, não pode: estava faltando manteiga na comunidade!

CREDO! Não sei tampouco se estes filmes são frutos de Hollywood, mas que a Pacificação do Morro Dona Marta, sem os confrontos brutais em que Policiais são tombados, e um ou outro “menino excluído pela sociedade perversa” acabe sendo baleado, preso ou morto: é de uma IRREALIDADE BRUTAL!!!!


VAMOS IMAGINAR?


Fico pensando como foi feito isso. Uma Operação Policial se dá, e ao megafone um PM diz:

- ESTA É A PMERJ! LARGEM SUAS ARMAS E DESÇAM COM AS MÃOS PARA CIMA! NÃO É PRECISO TER RECEIO, ESTAMOS AQUI COM ALGUNS DEPUTADOS ESTADUAIS, SOCIÓLOGOS, JORNALISTAS E REPRESENTANTES DE ONG’s.

Lá de cima do Morro Dona Marta, mediante este aviso, os caras ficaram “perdidões”. Uns falavam: SINISTRO!!!!

Já havia um grupo que formava uma fila. Colocavam emocionados suas armas israelenses em um carrinho de mão, quando um dos meninos que acabara de acordar, inteirou-se do acontecido e ficou “embrutecido”: achou que seria um “esculacho” a rendição. Dessa forma resolveu intervir:

- UM MOMENTO!!! NÃO PODEMOS SER DESALOJADOS DE UMA HORA PARA OUTRA SÓ PORQUE VIVEMOS DA ECONOMIA INFORMAL! TAMBÉM NÃO É JUSTO QUE FIQUEMOS SEM NOSSOS INSTRUMENTOS DE TRABALHO!

E A QUANTIDADE DE PÓ, DE ERVA E DE CRACK QUE TEMOS EM ESTOQUE? QUAL A GARANTIA QUE ESTARÃO EM LUGAR SEGURO, SEM SEREM VIOLADAS? (esse era o líder mais alfabetizado do grupo)

NUM TEM CUNVERSA NÃO CUMPADI! É NÓIS E NÓIS!!! SÓ PORQUE NOSSO MORRO TEM NOME DE MULÉ , CÊS ACHAM QUE VAMU FACILITÁ?
TEMO QUE TER UM TEMPO PRÁ "DESENROLAR" A SITUAÇÃO. NUM TÔ CUM PRESSA! Falou o 2º da Hierarquia.

Naturalmente nossos Policiais acharam justíssima a reivindicação, afinal de contas DIREITOS HUMANOS existem: para que e para quem?

Durante a espera a fome apertou, pois a Operação começou a se formar na madrugada e sabemos que o Policial Militar prefere não tomar café da manhã (prá não acostumar o estômago, e porque o seu Manoel da padaria não pendura mais conta de PM).

O que os PM’s não contavam foi com a reação dos familiares dos “meninos excluídos pela sociedade perversa”.
Comovidos com a oportunidade que o Governo oferecia naquele momento (afinal, nenhuma família compactua com seu filho traficante), resolveram oferecer café, leite, pão com margarina, biscoito Traquinas e um Bolo de Araruta, afinal o lanche fora feito para os.....PM’s!!!

Com o estômago em ordem, os Policiais tentavam passar o tempo: uns tiraram um cochilo (afinal estavam perdendo a folga), outros se esforçavam para entender os descontos em seu contra cheque (o cara só tinha nove empréstimos e o BMG estava dizendo que ele não tinha margem).

Alguns Oficiais sentiam-se incomodados com a farda composta de calça de tergal, camisa de manga curta apertada (a mesma do tempo em que se formara Aspirante na APM) e sapato Touroflex (Credo!).
Tudo isso somado ao fato de não poder amarrotar ou sujar a farda, pois é bronca certa da mãe ou esposa, que lava e passa o fardamento. Com todo esse stress, começaram (sem nenhum motivo), a ficar sem paciência...

Um deles, já imaginando que iria perder o horário do “Bico” caso ficassem por mais tempo, agarra o megafone e diz:

- IRMÃOS, VAMOS COLABORAR!
O PESSOAL DA IMPRENSA JÁ ESTÁ RECLAMANDO! ELES PRECISAM TRABALHAR... NEM UMAS FOTOS PRÁ LEVAR PARA O JORNAL ELES CONSEGUIRAM!

PODEM CONFIAR NA PALAVRA DO GOVERNO: ENTREGUEM-SE DE MÃOS PARA O ALTO, E COLOQUEM SUAS ARMAS NO CHÃO!
ESSE “DESENROLO” DE VOCÊS ESTÁ DEMORADO DEMAIS !
ATÉ O RAPAZ DA ONG ESTÁ CANSADO: AFINAL ELE FEZ UMA ESCOVA PROGRESSIVA NO CABELO E NÃO PODE SUAR!
MAIS UMA VEZ EU PEÇO: VAMOS COLABORAR, POR FAVOR !

(Silêncio)

- IRMÃO! SE DENTRO DE SEIS HORAS, TEMPO ESTIPULADO PELO GOVERNO, VOCÊS NÃO SE ENTREGAREM: VAMOS ADENTRAR EM SEU REDUTO!

(Silêncio)

(Silêncio)

Um Cabo fala para o Tenente: - Chefia, já tô de saco cheio!!!!

O Tenente revoltou-se:
- Que negócio é esse de Chefia? Depois vão colocar nos Blogs que Praça e Oficial se dão bem, que mantém diálogo!
Faz cara feia! Cospe! Vou falar grosso com você e faz o favor de fazer cara de choro!
Isso! Tudo certo. Vê se não dá mole ô Cabo! Podem até pensar que na PMERJ todos se falam, e aí vai haver um pessoal que vai ficar desmoralizado!
Quando estivermos comendo um Podrão: tudo bem.
Aqui não! Faz cara de ódio!

( e o silêncio continua)

(mais silêncio)

(6 horas de silêncio)

Então, sem alternativa, os Policiais de maneira educada e polida, adentram ao Morro Dona Marta cumprimentando as Senhoras, passando a mão na cabeça das crianças e desviando o olhar (todo Policial Militar faz isso), quando alguma jovem mais afoita, aparecia de Top, Shortinho Curto ou com uma daquelas Saias Jeans que podem ser usadas como cinto...

Subiam o Morro Dona Marta e cantavam músicas de Roberto Carlos, Gabriel O Pensador, Rappa e algumas de Louvor, sendo que durante o percurso eram saudados, efusivamente, por moradores e pelos Presidentes de Associações. Enfim: tudo fazia crer que a Operação acabaria bem.

Já que os “meninos excluídos pela sociedade perversa” não queriam pagar o mico de descer com as mãos para o alto, os Policiais Militares juntamente com os Policiais Civis (a PMERJ não faz o Termo Circustanciado, e mesmo que fizesse, os Civis estariam lá), dariam voz de prisão ao Grupo, recolheriam as armas, as drogas e assim terminaria a operação.
O dinheiro do tráfico não fica nas mãos dos meninos: existe o Tesoureiro que de quinze em quinze minutos, deposita todo numerário em um Caixa Eletrônico! Não existe bandido bôbo não... São todos informatizados (fazem esses cursos de Capacitação em Informática, bancados pelas ONG’s).

Porém, chegando ao ponto mais alto do Morro Dona Marta, os Policiais ficaram extremamente intrigados com o silêncio...
.
Não havia ninguém!
Não havia arma!
Não havia droga!
Putz!

- Pô, que merda chefia!

- Cabo! Se enquadra: tem Blogueiro e Jornalista aqui, fala um Capitão! Se ficarmos dando um mole desses, não vão ter o que escrever!

Naquele instante, aparece um Sargento (um tanto fora de forma), suando muito (devia estar com a pressão arterial alta: fato comum - já andam com o "Isordil" no bolso) e trazia com ele um papelão seguro pelas mãos .
Neste papelão estava escrito, num breve relato o seguinte:


MERMÃO! NUM DÁ! PREFERIMO DAR UM PINOTE!
LEGALZÃO MERMO, AQUELE MOÇO QUE DEU PRÁ NÓS, SEIS HORAS PRÁ PENSAR.
ATÉ TENTAMU UM CONTATO CUM ELE, MAS SABI CUMÉ... TEM ISCUTA!

A CABEÇA ESQUENTOU DE TANTO PENSAMENTO...
FICAMOS COM MEDO DE NOS MANDAREM PRÁ ARGUM LUGAR ONDE ESTÃO GUARDADOS POLÍTICOS, BANQUEIROS...
NUM FOI ESSA A EDUCAÇÃO QUE NOSSA MÃE DEU PRÁS NÓIS.
NUM PODEMOS NOS MISTURÁ, NÃO!

AGRADECEMOS AOS IRMÃOS, AS NENS, AS TIAS, MAS: FUMO TUDO IMBORA!

PEÇO DESCURPA SE ESCREVO ALGUMA COIZA ERRADA,
MAS ESTUDEI COM APROVASSÃO AUTOMÁTICA!

Ó, AÍ! UM LERO PROS DO JORNAL:
SE TÃO AFIM DE FOTOGRAFAR COMBATE, VÃO PRU ALEMÃO !

NÓIS É NÓIS: ZONA SUL...
AQUI CES NUM ARANJAM NADA NÃO!
FUI!!!


Sem alternativa, os Policiais desceram o morro Dona Marta, e trataram de passar as informações do acontecido para todos os interessados nessa desocupação do tráfico de drogas naquela área. Voltaram aos quartéis (mas o Rancho já estava fechado). Fazer o quê, né?

Agora existe um plano para o Morro Dona Marta: instalar um prédio para a PMERJ funcionar (devia ter uma Delegacia também), assistência médica, Gatonet.Gov., acesso à Internete Banga Larga.Gov, e tudo que uma comunidade precisa para viver bem.
Claro que as fachadas das casas serão pintadas, haverá aula de Ballet e de Percussão para crianças e adolescentes (lá a adolescencia vai até uns 28 anos).
Naturalmente a comunidade contará com aulas de boas maneiras e um Coreógrafo ensaiará exaustivamente, várias "performances": afinal, Dona Marta poderá ser visitado por Chefes de Estado, por Rainhas, por Estrelas Internacionais que podem ir do Rock Pauleira ao Astro de Cinema Cult. Existe a possibilidade da Madonna em sua estada no Brasil, ir até ao Dona Marta!
Tudo isso será bancado pelo Governo e pela ONG: aquela do rapaz que havia feito a Escova Progressiva, lembram-se?
Ah! Estou falando da parte dos "meninos excluídos pela sociedade perversa", suas nens, amigões e alguns familiares.
.
Aquelas pessoas que moram no Morro Dona Marta, e que descem todo dia antes das seis horas da manhã prá trabalhar ou o fazem a noite toda, e que de alguma forma nunca se envolveram com os "meninos excluídos pela sociedade perversa", creio que sofrerão algum tipo de preconceito. Afinal não poderão frequentar as festas em dia de semana ou empunhar bandeirinhas quando "Hugo Chavez" passar!
Mas fazer o que não é mesmo?
-"Eles que se explodam!", diria um velho político!

Com tudo isso, fiquei um tanto confusa: porque os “meninos excluídos pela sociedade perversa” do Complexo do Alemão, do Timbau, do Morro dos Macacos, da Coréia, da Vila Vintém e outras comunidades, não seguem este exemplo?

GOVERNO, PASSE POR LÁ!!!! Por favor...
.
À BOCA PEQUENA ESTÃO FALANDO,
QUE TODOS AQUELES QUE ANTES TRABALHAVAM
NO TRÁFICO DO MORRO DONA MARTA,
OU ESTÃO PREGANDO A PALAVRA DE DEUS NOS TRENS DO RAMAL DE JAPERI,
OU CONCORDARAM EM FAZER UM CURSO QUE ALGUMAS ONG’s DE DIREITOS HUMANOS ESTÃO BANCANDO:
“PEQUENOS EMPREENDEDORES”

.
E ASSIM AMIGO, VOCÊ ACABOU DE LER MAIS UMA PÁGINA DO:
...
“MUNDO ENCANTADO
.
DE CHRISTINA”


Um abraço,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS


3 comentários:

Anônimo disse...

Pura verdade este seu comentário sou policial militar um simples e mero soldado o qual participou no dia de sua folga em um dia nesse determinado morro ae acima. Fazer politicagem com as horas de folga nossa sagrada e ainda de graça , temos de pagar pra trabalhar, do que adianta tentarem dar uma maquiada no Dona marta as custas da falta de respeito com os homens da Lei que estão ali para cumprir ordens de homens fardados e estrelados e politiqueiros , se não tem efetivo não maqueiem uma coisa que depois quando essa maquiagem cair vai ficar pior que estava.... POLICIAL MILITAR CARIOCA.... Um abraço...

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Amigo POLICIAL MILITAR CARIOCA:

Obrigado pela leitura de meu Blog.
Este retorno, que é o seu comentário, engrandece o que tentei passar aos leitores!

Muito obrigado!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS

CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Amigos:

Recebi por email um comentário de um jovem, e achei bastante interessante. Resolvi postar aqui, em comentários:

Bom dia,

Me chamo ......., e, é com muito prazer que me apresento, estava vendo algumas matérias sobre o morro Dona Marta, e vi o seu blog, nossa!! como minha visão sobre o policiamento comunitário mudou, tenho um amigo q faz parte desse "seleto" rsrrs (bem ele acha isso!!) grupo, e sempre ouço suas histórias,pois bem, concordo plenamente com vc, essa história é uma maquiagem, e muito da ridícula!! antes de ler o seu artigo, eu havia lido um outro no Alexandre Ferreia, que é um SD da pMERJ, e ele falava justamente sobre a questão desse novatos, do Dona Marta estarem recebendo salários maiores doque um SG, a troco de não terem vícios, só concluindo o Rj tem "N" favelas, o Estado ocupa uma na Zona Sul e acha que descobriu a "pólvora líguida" para acabar com o tráfico nos Morros; hum! vamos esperar esse tipo de policiamento chegar no Morro dos macacos, ai sim veremos a eficácia
!!

Muito obrigada meu jovem leitor!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS