terça-feira, 11 de março de 2008

PAC ou PAF ??? LUTO !!!

CANÇÃO DO POLICIAL MILITAR
Cel PM Jorge Ismael Ferreira Horsae
SubTen PM Mário José da Silva.
.
Em cada momento vivido
uma verdade vamos encontrar
Em cada fato esquecido
...+++++++++++++++++++++++...
uma certeza nos fará lembrar
Em cada minuto passado
mais um caminho que se descobriu
Em cada soldado tombado
Mais um Sol que nasce no céu do Brasil
+ 10.03.2008 Sgt João Luiz Nunes Rafero
+10.03.2008 Sgt Mauro dos Reis Araujo
Aqui nós todos aprendemos a viver
demonstrando valor, pois o nosso ideal
é algo que nem todos podem entender
na luta contra o mal!
Ser Policial
é, sobretudo, uma razão de ser
É, enfrentar a morte,
mostrar-se um forte
no que acontecer
Em cada pessoa encontrada
mais um amigo para defender
Em cada ação realizada
Um coração pronto a agradecer
Em cada ideal alcançado
uma esperança para outras missões
Em cada exemplo deixado
mais um gesto inscrito em nossas tradições
Em cada instante da vida
nossa Polícia Militar
será sempre enaltecida
em sua glória secular!
Em cada recanto do Estado
deste amado Rio de Janeiro
faremos ouvir nosso brado
e o grito eterno de um bravo guerreiro!
Ser Policial
é, sobretudo uma razão de ser
É, enfrentar a morte
mostrar-se um forte
no que acontecer.
URRA!
"Uma " licença" à Canção:
As reticências e as cruzes representam os Policiais anteriormente mortos e os que fatalmente virão a falecer combatendo a marginalidade do Rio de Janeiro, e que cairão no esquecimento, em nome de Projetos Políticos."
"Infelizmente outra "licença" à Canção:
Dois Sargentos mortos que levarão para o túmulo e para a eternidade, a tristeza de haverem sidos reduzidos por "Autoridade do Estado", a Policiais de uma Instituição em que todos são alvo da desconfiança.
Quem deveria incentivar os Policiais, diz: não Serem Eficientes, não Confiáveis e profissionais sem Credibilidade!"
Abaixo a notícia da morte dos Bravos Policiais!

Identificado policial morto na Rocinha
Plantão

Publicada em 10/03/2008 às 11h52m
Isabel Boechat - Extra

RIO - Foi identificado como João Luiz Nunes Rafero, de 41 anos, o sargento PM morto, na manhã desta segunda-feira, em um confronto com traficantes na Favela da Rocinha, em São Conrado. O militar foi atingido por estilhaços de uma granada que explodiu na Rua 1, na parte alta da favela. Policiais do 23º BPM (Leblon) fazem uma operação na comunidade para reprimir o tráfico de drogas. Houve intensa troca de tiros no local. Os estilhaços teriam atingido também uma casa que estaria pegando fogo.




Sargento PM é morto em tiroteio na Linha Vermelha
Plantão

Publicada em 10/03/2008 às 19h28m
Marcelo Dutra - O Globo

RIO - O sargento da Polícia Militar Mauro dos Reis Araújo, de 49 anos, lotado no 22º BPM (Maré) foi morto na noite desta segunda-feira durante uma troca de tiros com traficantes que tentavam roubar carros no entroncamento entre as linhas Vermelha e Amarela. O sargento levou um tiro no peito, foi levado para o Hospital Geral de Bonsucesso (HGB), mas não resistiu ao ferimento. Os PMs que participaram da operação policial com o sargento estão consternados com a morte do amigo na sala de emergência do HGB.
Policiais do 22º BPM ainda monitoram a região a procura dos criminosos que conseguiram fugir. Não há informações de motoristas feridos no tiroteio. A ocorrência vai ser registrada na 21ª DP (Bonsucesso).




Às familias enlutadas, o meu abraço e minhas orações!

E esse foi o primeiro dia do PAC !

Não seria P A F ?



Abraço à Família Policial Militar, em seu constante luto!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS

10 comentários:

Anônimo disse...

DONA CRISTINA OBRIGADO POR A SINHORA DEFENFER OS POLICIAIS E OS BOMBEIROS. JA VI A SINHORA COM A SUA FILHA QUE TRABALHAVA EM OLARIA. MEU SENTIMENTOS POR ELA NÃO ESTA MAIS COM A SINHORA ELA ESTA CON JESUS.
CABO J.

Coronel Paulo Ricardo Paúl disse...

Cara Maria Christina:
O seu amor pela Polícia Militar e pelo Corpo de Bombeiros Militar deveria contagiar toda a nossa sociedade.
Esses heróis sociais, esquecidos por quase todos (menos quando precisam do 190 ou do 193), merecem ser tratados com toda honraria, que deve ser dedicada aos heróis da pátria.
JUNTOS SOMOS FORTES!
Paulo Ricardo Paúl

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Aos amigos:

- Sr. Cabo J:

Fico imensamente feliz em saber que o Sr. conheceu Camila.
Obrigado pelo incentivo!
Que Deus esteja sempre o abençoando!


- Sr. Cel.Paúl:

Obrigado pelas palavras, mas a recíproca é verdadeira!


- Sr. Anônimo que não publiquei:

O Sr. naturalmente quer se fazer passar por Oficial. Não sou burra; tampouco tolinha.
Tenho moderação em meu Blog e não costumo postar comentários do tipo: bobagens embaladas para presente.
Não perca seu tempo comigo.
Pode divergir à vontade do que penso e escrevo que aceitarei o comentário, mas não pense em me usar. Não sou massa de manobra!
Já sou bem madura para isso!

Um abraço à todos!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS

Anônimo disse...

Sra. Freitas, não sou oficial e nem policial militar. A intenção era apenas a divulgação da verdade. Sou um funcionário civil que tem contato com um número grande de coronéis e similares e escuto suas conversas no QG (involuntariamente). Tendo um irmão na PM e não posso deixar de externar minha insatisfação com o que escuto, mas isso só pude fazer no circulo jornalístico e em alguns blogs de policia, estranhamente todos de cabos e soldados e seus parentes. Sabe qual é o problema com a humanidade Sra.Freitas? Não conseguimos lidar com a verdade.

Meus respeitos a senhora, tenha um excelente dia.

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Sr. Anônimo:

Hehe! E não tenho bola de cristal...
É bastante fácil descobrir quando o comentário induz às pessoas acreditarem ser Um Praça ou um Oficial escrevendo, e não é real.
Talvez se usasse da verdade o seu comentário fosse aceito.
Não posso é acreditar que o Sr. tenha um poder mediúnico de saber o que passa na cabeça de 160 Oficiais da PMERJ, como o Sr. bem diz, para representá-los.
Escutou conversas? Retruque, debata, denuncie. Existem canais para tanto, e colha provas.
Acredito sim, que existam tipos como foi mencionado dentro do Oficialato, como também acredito que existam Praças que não querem tais quais estes Oficiais, verem uma PMERJ melhor.
Sr. Anônimo, o recrutamento desses senhores e senhoras, tanto para APM ou CFAP não foi feito no céu.
Sobre saber lidar com a verdade, o Sr. tem razão: não sabemos...
Ou melhor, talvez quando postou o comentário não soubesse: usou de "mentira" passando-se por Oficial.
Acredito que a sua intenção foi ajudar, porém os meios não foram brilhantes.
Mas, posso lhe garantir que errar, faz do Sr. um filho de Deus, tal qual eu também sou.
Erro, repenso, volto atrás, outras vezes não...
Infelizmente essa é uma característica de nós, seres humanos.

Fique com Deus!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS

Anônimo disse...

Sra. Freitas a senhora tem toda razão mas tem coisas que podemos dizer que são uma unânimidade. Vegetarianos não comem carne, claustrofóbicos não andam de elevador e os oficiais não querem a PEC 21 por motivos particulares, ou seu filho é a favor da emenda? Ainda não achei um oficial que fosse. Não digo com isso que os oficiais não querem mudanças na PM, só digo que o que seria muito bom para as praças não agradou o círculo de oficiais. Não vou mais incomoda-la com minhas justificativas, não é minha intenção aborrece-la. Fique com Deus.

gustavo freitas disse...

caro anonimo, não gosto da ideia da minha mãe ter blog, por isso nem posto, mas resolvi me manifestar, acho a pec 21 bastante interessante para a policia militar, pois veja (retirado da assessoria parlamentar da Policia Militar do DF): 3) O Governador poderá estabelecer qualquer diretriz para as polícias?

Apesar de se atribuir aos Estados e ao DF autonomia para organizar sua polícia, de acordo com a realidade estadual e Distrital, terão eles de observar, todavia, o ciclo completo de polícia2 (funções judiciário-investigativa e ostensivo-preventiva) e a formação única dos policiais3 (uma academia única de polícia). Lei federal disporá sobre a utilização pelo Governador do DF de sua polícia e do corpo de bombeiros.4

4) Haverá desmilitarização?

Não obrigatoriamente. A nova proposta não determina o fim do militarismo para as polícias militares, podendo, inclusive, ser criada uma nova estrutura policial única e militar, ou militarizada

5) Acabará o seguimento de polícia fardada?

Não. Haverá sempre a necessidade de uma polícia fardada em que a população possa identificá-la visualmente, como ocorre em todos os países. A hierarquia e disciplina serão, de igual modo, pilares da Instituição.5

6) Haverá aumento da remuneração se houver a unificação?

Os Estados e DF, se optarem por uma estrutura unificada de polícia, deverão assegurar a irredutibilidade de vencimentos e a situação funcional e hierárquica, bem como a equivalência entre os cargos e os vencimentos atuais das polícias civis e militares. Isto quer dizer que neste ajuste poderá haver aumento na remuneração de alguns policiais.
ato continuo meu irmão, a policia militar vai sempre existir, pode ser com outro nome, com outra hierarquização, mas a policia ostensiva vai estar sempre presente (felizmente para alguns e infelizmente para outros o melhor modelo a ser adotado nesse caso é o militar, lembro a vc q até a policia americana tem seus graus de militarização). relembrando tb q a pec 21 vai me possibilitar trabalhar com o ciclo completo de policia, e q teremos o salario da policia civil e militar unificados não tenho nada contra.
1° TEN PM RG 72.655 LUIS GUSTAVO ANTUNES FREITAS (Ou filho do cel freitas, filho da christina antunes freitas, tb primo dos dois sgt pm martins, ambos do 14° bpm)

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

ANÔNIMO:

Estava postando o comentário, quando o sistema voltou ao Blog. Fui até meu email, e vi que meu filho resolveu responder.
Então, vou lhe dizer um segredo: baixinho....ESTOU FELIZ!!!!!!
Meu filho me lê!!!
E de maneira alguma o Sr. me aborrece, até porque é educado e se eu respondo aos comentários é que de alguma forma gosto de interagir com quem está do outro lado da tela.
Estavo postando para o Sr. que meu filho não gostava de me ver em Blog, Orkut, MSN, pois até 2 anos atrás eu não sabia tampouco desligar ou ligar um computador.
Sei que ele não gosta de minha exposição, como mãe, e na realidade não converso com ele o assunto PMERJ.
Mas, gostaria de lembrá-lo que as minhas opiniões são sobre os Militares Estaduais, incluindo o CBMERJ.
Continue escrevendo, divergindo ou não de mim.

Fique com Deus!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Sr. Gustavo Freitas:

Estou boquiaberta!
Quer dizer que o Sr. é meu leitor?
Fico imensamente feliz em saber que você de alguma forma olhou o Blog.
Sei exatamente que você detesta que eu tenha Blog, mas é exatamente isso que me faz feliz: você não gosta, eu gosto, e nem por isso deixamos de nos amar.
Divergimos? Sim...
Conversamos sobre a PMERJ? Não!
Qual nosso ponto em comum além do consanguíneo?
- Não fugir à luta, defender idéias e ter a exata noção de não invadirmos um, o território do outro.
Ah...mais um ponto em comum: amamos Carol!

Com todo respeito Tenente: sou apaixonada por você!

Beijos,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS