terça-feira, 13 de novembro de 2007

ANDO MUITO ANGUSTIADA!

Ando bastante angustiada e não sei nem dizer por quê...
Fico com a impressão que alguma coisa está ocorrendo e que na realidade não estou percebendo: meu radar anda enlouquecido! É como se houvesse uma parede de vidro, mas a mesma é de cor escura, portanto: observo que existem movimentações, mas não consigo distingui-las!
Alguns hão de falar: isso é “Distúrbio Neuro-Vegetativo” (odiava quando sentia-me mal, e o médico sempre dizia isso, receitando um calmante). Também existem os que vão dizer: “Ela não consegue tirar Camila de sua cabeça”, o que é uma verdade, mas não é sobre isso minha angústia...
Talvez seja o cansaço de ver que lutas que de certa forma entramos com a certeza de que os objetivos seriam alcançados, andando a passos lentos. Pode ser a falta de um objetivo maior na vida, pois apesar de achar lindo observar os pássaros, passar o final de semana na cantoria, viver uma existência pacata: não produzo... Não contribuo em nada na formação de uma pessoa.
Temos vontade de adotar uma criança, porém a cada verbalização dessa vontade, mil vozes nos dão os mais variados motivos para não fazê-lo...
É lógico que sabemos que pela nossa idade, seríamos sempre os últimos da fila de adoção. Também existem algumas dúvidas: teríamos nós daqui a 15 anos, pique para acompanhar um adolescente? Sei lá...Tantos avós criam seus netos!
Algum tempo atrás, uma pessoa perguntou-me se eu gostaria de entrar no “Programa de Mãe Acolhedora” que consiste em ficar com uma criança durante três ou quatro meses, enquanto a Justiça não determina onde esta criança deva ficar. Acredito (não tenho certeza), que são filhos de pais que perderam a guarda da criança, filhos de presidiários sem família, etc.
Pelo meu perfil, observei que não seria o tipo ideal para este Programa. Em conversa um dia, comentei com o meu filho, que espantadíssimo falou:


- "Mãe, presta atenção!!!! Não se mete a fazer isso, pois já vejo até o que vai acontecer: de Mãe Acolhedora você vai passar a ser Mãe Sequestradora!!!!! Quando o Juiz determinar que você tem que entregar a criança, você vai fugir com ela! Caramba mãe, nem pensar! "

Claro que Gustavo está coberto de razão: não sou uma pessoa com o desprendimento necessário para isso. Ia ficar enlouquecida, e enlouqueceria todos à minha volta. Fecha o pano!!!!
Mas será que minha angústia é fruto somente da minha vontade de maternar? Será que não é a observação que anos passaram e a vida e seus problemas praticamente não mudaram? Ah... Só pioram!
Quando penso que há décadas atrás, brigava por Política... Tinha certezas absolutas sobre ideais, sobre lutas por um Brasil mais digno.
Caso acreditasse em um Partido ou em um nome desse mesmo Partido: ia fundo em minhas convicções. Brigava por eles, sem o menor receio de ser “boi de piranha”!
E hoje? Não temos nenhum líder com carisma suficiente para que levantemos “bandeiras”. Não consigo olhar um Político e notar “verdade” em seus programas de Governo, ou em suas falas. Estamos diante de um tamanho caos moral dentro da política Partidária Brasileira, que não creio em nenhum movimento de melhora do quadro de desordem que aí se encontra, para que um dia, minha geração possa ficar mais calma.
Quem sabe meus bisnetos vejam isso? Sim... Bisnetos, pois para depuração de todo quadro político brasileiro, vamos levar várias décadas.
Aff! Acho que minha angústia hoje é essa! Sim, angústia do dia, da semana. Depois outras virão!

Que país é esse? De quem é a culpa?

Ihhhh...Caramba! Essa resposta dá para realizar um Tratado (pior se algum Político ousar fazê-lo...).
Ah...Antes que algum Renan, Sérgio, Cunha Lima, Neves, Inácio, Mantega, etc., resolvam responder, (claro que não responderiam em meu Blog, mas na Mídia corremos o risco) : corro à frente e respondo eu:

ESSE PAÍS É AQUELE QUE CONSTRUIMOS ELEGENDO PESSOAS DESPREPARADAS. E COMO NÃO SOUBEMOS ADMINISTRAR O NOSSO PRÓPRIO ÊRRO: FOMOS RECAINDO VÁRIAS VEZES NELE...
SOMOS RECORRENTE EM ERROS!!!!

PROCURA-SE UM LÍDER!
ÍNTEGRO, CARISMÁTICO, TRABALHADOR, COM VISÃO NÃO POPULISTA. E SE POSSÍVEL FOSSE : SOMENTE BEBA EM OCASIÕES MUITOS ESPECIAIS...

Alguém sabe me dizer se falta muito para o homem conquistar o Planeta MARTE?????

ALÔ, ALÔ MARCIANO !
Rita Lee/Roberto De Carvalho

Alô, alô, marciano
Aqui quem fala é da Terra
Pra variar estamos em guerra
Você não imagina a loucura
O ser humano ta na maior fissura porque
Tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Alô, alô, marciano
A crise tá virando zona
Cada um por si todo mundo na lona
E lá se foi a mordomia
Tem muito rei aí pedindo alforria porque
Tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Alô, alô, marciano
A coisa tá ficando russa
Muita patrulha, muita bagunça
O muro começou a pichar
Tem sempre um aiatolá pra atola Alá
Tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Alô, alô, marciano
Aqui quem fala é da Terra
Pra variar estamos em guerra
Você não imagina a loucura
O ser humano ta na maior fissura porque
Tá cada vez mais down o high society
Down, down, down
O high society

Um abraço,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS

3 comentários:

Coronel Paulo Ricardo Paúl disse...

Cara Christina:
Paulo Freire dizia que o futuro não é algo que encontramos ao dobrar uma esquina, o futuro se constrói a cada instante.
Nós, construímos o nosso presente, no passado recente e pior, no presente estamos contruindo um futuro que nos envergonhará.
Temos que lutar para mudar esse processo.
Um abraço.

Subten Esteves disse...

Esse seu "distúrbio neuro-vegetativo" pega? Porque se pega, eu também devo ter tido contato com ele em algum ponto do passado, porque é exatamente assim que vejo as coisas às vezes. Dá vontade de gritar pro mundo parar porque eu quero descer! Alguns aqui dizem que é por causa do câncer, que só penso nisso, mas não é: meu único medo é sofrer e ver sofrer os que me cercam. Medo da morte? Não tenho hoje mais do que tinha antes, afinal já a enfrentei e venci tantas vezes, um dia ela tem que ganhar. Ademais, para quem acredita que estamos por aqui mais de uma vez, a morte não causa tanto temor, afinal voltaremos (só ainda não entendi porque eu tinha que escolher voltar PM, mas tudo bem!) Muitas vezes uso o trabalho para afugentar essa angústia, mas depois olho pro trabalho feito e continuo angustiado. Então não é a ausência de algo a produzir. Acho que sofremos do mesmo mal: somos irriquietos por natureza, contestadores mesmo que seja por diversão. Queremos sempre que o estado das coisas melhore, mas acabamos nos sentindo frustrados ao vermos a TV, lermos o jornal. Só há patifaria, a luta entre o homem competente e o déspota bem relacionado é inglória para o primeiro. É sempre a vitória do mal. Sempre o homem de bem sendo sobrepujado por razões políticas, sendo aviltado aqui e ali em favor de interesses mesquinhos. E o pior, na minha opinião, é vermos guerreiros sucumbirem, desistirem da luta, se entregarem à inércia, ou pior ainda, se locupletarem no mal. Então acho que esse nosso mal não vai ter cura nesse século e acho também que vamos precisar irmos um pouco mais longe do que Marte!!! Ah... brincadeira a parte do "distúrbio". Foi só pra parar de trincar os dentes e sorrir um pouco.

MARIA CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Ao Cel. Paúl e SubTen Esteves:

Obrigado pelos comentários e não tem outra maneira: vamos à luta!!!!

Um abraço,
CHTISTINA ANTUNES FREITAS