quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

CAMILA: 5 ANOS DE SAUDADES!

Meu amor:

Hoje, dia 02 de Fevereiro de 2011 completam cinco anos  que sua presença física não está mais entre nós.  Um dia difícil, pelo menos para mim,  que ainda não consegui seguir minha vida normalmente. À cada  ano tenho uma reação diferente: este ano são dores, febre, problemas gástricos, enfim: existem horas que mal consigo manter-me em pé!

Estou só, muito só, e viver nossos alegres momentos é o que ainda me fortalece. Voce continua sendo o grande “bem” que a vida me arrancou!

Neste ano,  estou um pouco mais solitária do que o habitual, uma vez que fiquei sozinha aqui no interior, e consigo ver claramente que todos  - de alguma forma -  foram colocando suas vidas em primeiro lugar, e como é comum, uma grande maioria de pessoas não tão próximas,  nem se lembra mais  desta data.  

Parabéns  aqueles que  seriam “os bem próximos” - esses bravos “vencedores” -  que tocam a vida como se nada houvesse acontecido.   Ah, meu amor… Sou do time contrário, sou   “perdedora”:  afinal, te perdi na luta insana   para tê-la conosco, ainda que, fisicamente!

Zpi5oqs[1]

    Zylqyu7[1]

Z8xgtqx[1]

Saudades, muitas saudades… Porém, vivo com a ansiedade de nosso reencontro!

CHRISTINA ANTUNES FREITAS

6 comentários:

Papo De Bombeiro disse...

É o amor incondicional que vc tem.

Reynoso Silva

CHRISTINA ANTUNES FREITAS disse...

Sr. Reynoso,

Agradeço o carinho, e concordo sobre o meu amor incondicional!

Que o Senhor esteja sempre ao seu lado!

Abraço fraterno,
CHRISTINA ANTUNES FREITAS

Patricia Martinez disse...

Oi Chris!!! Saudades querida... Vc precisa viver o hoje e não o ontem... já te disse isso.
Mas só vc pode decidir o que quer para sua vida!
Camila está maravilhosamente bem aonde está, trabalhando com o que mais amava: ajudar o próximo!
Vc tem de fazer a sua parte e viver a vida.
Te amo, mesmo distante.
Pati

Anônimo disse...

Perder um filho é não viver mais. Tudo acaba, tudo será sem graça. Como o próprio nome diz - "Família", quando se desfaz deixa de ter esse nome. São pedaços irreparáveis.
Ass: Major Combatente

Anônimo disse...

muito dificil
nao sei como seria comigo
estaria como voce, pois meus filhos e a unica razao de minha vida
abraço apertado com muita dor no meu coraçao ao ler seu blog

Marcia Dias disse...

Me emocionei com seu sofrimento. Saudade, pior dos sentimentos, creio que não há como dribla-lo. Só a fé, só DEUS para confortar seu coração e acalmar um pouquinho essa angústia. Tenho duas jóias de seus vinte e pouquíssimos anos, e me desespero só de imaginar .... Bem, desejo que através dos seus pensamentos e da busca pelo entendimento, vcs possam se comunicar espiritualmente para o alívio dessa dor. Um abraço amigo, quente e carinhoso. Um dia a gente se encontra.